whatever…

 

Whatever can come to a city can come to this city. . .

Whatever can come to a woman can come to me. . .

Whatever can happen to anyone can happen to me. . .

Muriel Rukeyser, from “Waterlily Fire” (1962)

 

(“Breathe-in experience, breathe-out poetry”, Inspira-experiência, Expira-poesia escreveu no seu primeiro livro. )

Foto: Helena Martins

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s